Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Box Office do Cinema

Box Office do Cinema

Falando sobre alguns filmes

Não vi o filme. Sei que a crítica é muito favorável ao filme e aprecio teu contributo nesse sentido. Bom sinal! Quanto a JLCarré, é um dos meus autores preferidos. A série de livros sobre espionagem quando o Muro de Berlim ainda era o grande desafio, é admirável.

A teoria da conspiração contra as grandes farmacêuticas já vem de longe. Inúmeros filmes já abordaram o tema. Se as coisas fossem assim tão simples. A mídia confundem tudo, lançam confusão, tornando a informação credível (já nem falo da verdade) em mentiras verdadeiras.

Depois do muito bom Cidade de Deus, conto com mais uma boa surpresa deste realizador que com o seu estilo muito próprio conseguiu superar as minhas expectativas! A ver vamos se consegue dar continuidade ao excelente trabalho.

Muito aquém das expectativas. O primeiro é muito bom, mas esse, passa longe. Como tenho vindo a referir noutros blogs e como já tiveste a oportunidade de ler no meu, achei uma das cerimónias mais equilibradas e justas! Há muita gente que ficou revoltada com os oscares deste ano e eu até os compreendo pois também senti o mesmo quando em anos anteriores filmes como Lord of the Rings levou mais de uma dezena de óscares para casa. Este ano as coisas foram mais equilibradas. Mesmo assim o grande vencedor, foi Crash o qual considero um filme notável! E o grande vencido foi Spielberg e o seu Munich. Para o ano que vem há mais e espero que com o mesmo equilíbrio desta cerimônia para manter as coisas mais interessantes e sem vencedores antecipados ou ideias pré-concebidas de filmes do ano! Mas isto também é apenas a minha opinião sobre os filmes científicos inovadores.

Foi uma razoável noite de Óscares. Boa apresentação por parte de Jon Stewart, alguma injustiça nos vencedores, mas no geral foi uma cerimónia interessante.

Sei que o filme já estreou há já algum tempo, porém não tenho tido muito tempo para ir ao cinema. Tentei ir ver o Munique, mas cheguei à conclusão que estar longe da minha filha 3 horas é muito tempo.

Voltando ao filme de Peter Jackson, trata-se da reinvenção do clássico King Kong. Aliás é um novo filme e cujos atores foram fantásticos. Não existem defeitos a apontar a Naomi Watts, Jack Black e Adrien Brody.

Exasperadamente, Jack Black tornou-se numa super estrela, confirmando o talento que possui. Era uma questão de tempo até entrar numa superprodução. Se isso é bom, só o tempo dirá!

Já Naomi Watts e Adrien Brody mantiveram o nível de performance a que estamos habituados.

Quanto ao Kong, esse Gorila bem que "apanhou" o coração da Ann Darrows.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D